ROLÉ PELO RIO HACKEADO

Desenvolvimento de identidade visual para a exposição Rolé Pelo Rio Hackeado, parceria criativa do Estúdio M'baraká com o Laboratório de Atividades do Amanhã, residente do Museu do Amanhã.

O verbo hackear vem do inglês "to hack", vocábulo que significa alterar/subverter algo. A partir disso, o projeto apresenta os seguintes questionamentos: Qual o papel do cidadão na construção das cidades? E na proposta de novas soluções para as áreas urbanas? Como resposta são apresentadas na exposição inúmeras formas de atuar na cidade do Rio Janeiro, de modo a ir contra a ordem dominante e promover o protagonismo dos cidadãos.

 

A partir dessas ideias de reorganização e subversão, a identidade visual foi desenvolvida a partir da desconstrução do mapa da cidade do Rio de Janeiro. Os bairros foram reorganizados dando origem a texturas orgânicas e coloridas representantes de conceitos como transformação e movimento. 

Visual identity designed for the exhibition entitled Rolé Pelo Rio Hackeado. The project was a creative partnership between M'baraká studio and the Laboratório de Atividades do Amanhã, part of the Amanhã museum.

The portuguese verb "hackear" comes from the english "to hack" meaning "to subvert"/"to change"/"to modify". Starting from that, the project presents a main question: what's a citizen role in the construction of a city and in the proposals of news solutions to urban areas? In the exhibition, in order to promote a strong protagonism of the citizen towards the urban space, various ways of acting in the city are presented as answers to this question.

 

Inspired by the ideas of disorganization and subversion, the visual identity was developed from the deconstruction of the Rio's city map. The neighborhoods were reorganized originating organic colorful textures representing the concepts of transformation and movement.

2016 (11/10 [2016] a 30/04 [2017] |
from October 11 [2016] to
April 30 [2017] at Museu do Amanhã)

Projeto gráfico | Visual identity:
PEDRO LEOBONS, JULIA GARCIA